...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Have faith...


Ignorem o fato de ser uma propaganda capitalista e busque a essência da coisa. Convenhamos que a Coca-Cola sempre acerta no quesito publicidade e volte e meia nos traz esses comerciais belíssimos.




Tenha fé... 



ví no 9Gag

domingo, 3 de junho de 2012

Por que esperar se podemos começar tudo de novo?



Às vezes lembro vagamente de quando as linhas eram menos tênues, e me pergunto se eu não estou enganado com a definição dessa lembrança.  Hoje as coisas parecem mais claras, eu pareço ter mais certeza do que é certo ou errado e de como a minha personalidade está definida. Então volto a me perguntar se não estou errado agora, e se na verdade as linhas estão desaparecendo cada vez mais, e estou passando a fazer parte de um todo... Um todo chato, idiota e patético.

Ouço Renato, e me pergunto novamente quem roubou minha coragem... A linha entre o que acontece com as nossas vidas pode ter se descaracterizado, no momento em que a face se enrijeceu diante de algumas coisas, apesar de se tornar mais firme e ultrapassar mais segurança nos olhos ela já não tem mais tanta garra. Aprendeu a se esquivar dos golpes, ainda sem mudar de expressão, mas acredito que já não tem mais aquela resistência de antes ao ponto de deixar os golpes atingirem, apenas para inflamar em fúria.

Apesar de Rocky Balboa não estar de todo errado, apenas suportar e defender está me deixando aborrecido, tanto quanto alguém que nem ao menos o faz, os ataques de oitocentos ou novecentos dias atrás começam faltar nas veias, e a abstinência se torna notável. Sinto a necessidade de dar o murro na mesa, espalhar as peças e fazer com que as linhas voltem a deixar brechas para hipóteses.

E o que pode ser feito a respeito? Acredito que no momento ter essa consciência já é mais do que qualquer um têm em momentos semelhantes. Como vamos mudar isso? Não sei... Ainda, mas acredite, a capacidade de mudar ainda está aqui em algum lugar, e não vai me deixar sem rosto, como ainda não estou, como ainda não estamos... 

Hibernar faz parte da natureza, e os gigantes voltam com fúria e sede de devorar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...