...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Off


Quando paro pra pensar que já estamos há quase dois anos aqui, penso em todas as palavras que deixei de colocar no papel, todas as idéias que não deixaram de ser apenas um delírio e os sentimentos que ainda não se transformaram em letras. E tenho que confessar que a preguiça controla boa parte da minha vida. Tenho preguiça de escrever, viver e até sentir. E não me venha com “auto-ajuda”, porque quando você tem uma vida tão conturbada preguiça é artigo de luxo. Sei lá!

Talvez eu esteja cansado ou até entediado, sinto que estou ficando cada vês mais chato. É quando começo a lembrar da adolescência e bate aquela puta saudade, vsf! O que eu faço com essa vontade de tocar o foda-se? Parece que cada semana é pior e o sábado já não consegue absorver o meu estresse e nem o álcool e todas as drogas licitas me fazem desligar desta rotina infernal.

Só queria não precisar escolher aonde vou, o que vou comer e vestir. Alguns podem chamar isso de preguiça, mas eu chamo isso de liberdade. A liberdade não é escolher o que quiser, talvez a verdadeira liberdade seja não precisar escolher coisa alguma.

Sinto-me acorrentado a todos os compromissos e preso pela minha própria honra, busco na fantasia dos livros e no lado sobrenatural da vida uma forma de fugir da realidade. E tento me perder com meus fones de ouvido. Enfim! Se perguntarem por mim, me procurem entre as músicas do Bob Dylan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...