...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Superego causado pelas curvas atrofia o cérebro?



Sabe, analisando e pensando friamente, chego à conclusão de que a personalidade feminina, na maioria dos casos, tem muito a ver com algum tipo de impulso eletromagnético diretamente relacionado às formas e volumes de pontos estratégicos dos seus corpos, fazendo com que as proporções entre essas características relacionem-se com o aumento da futilidade nas mesmas. Deixando mais claro, as garotas de hoje, na medida em que ganham forma e ficam gostosas, vão ficando mais retardadas e boçais.

Como sempre não generalizando, mas falando com toda a certeza sobre a maioria, ou grande maioria dos casos. É isso que vem acontecendo. Antes, nós homens éramos encarados como “galinhas” e afins, não que isso esteja errado, a humanidade em si é uma raça que pode levar esses títulos, mas hoje, as garotas definitivamente estão ganhando essa briga.

E tudo começa a partir de um item, o quanto ela é gostosa (Garota com corpo de acordo com o padrão da mídia de mulher ideal). Pra ser mais específico, esse post fala mais diretamente para determinado item: Garotas antes legais e interessantes, que ficam gostosas e vão virando vadias com cérebro de ervilha por isso.

Isso me deixa meio melancolizado, porque as coisas vêm se invertendo, os ciclos estão meio bagunçados, todos já sabemos disso, e hoje eu vim falar da parte do ciclo denominada “ganhei bunda, sou gostosa, quero dar pra caralho”. O ciclo já começa errado aos cinco anos quando as mães passam batom vermelho na boca das garotinhas, e compram celulares ao invés de bonecas, mas esse é um assunto pra outro post. Enfim, na pré-adolescência, algumas (leiam bem... ALGUMAS) garotas começam perceber o quanto pessoas com conteúdo são interessantes, e começam a ganhar algo nesse sentido, começam formar personalidades interessantes, ganhar conhecimento e valor próprio.

Quando elas estão tornando-se o princípio de mulheres de verdade, não pelo corpo, mas pela cabeça, vem então a parte do corpo propriamente dito. Pernas ficando mais rígidas e coxas mais grossas, bunda empinando, peitos crescendo, calções encurtando, batom envermelhando, e os antes (por elas mesmas) tão criticados “filhos da puta” vão se aproximando, e normalmente são elas mesmas que os chamam pra si.

Garota dos livros torna-se garota dos skatistas, garota do rock torna-se garota que desce até o chão, garota dos “papos-cabeça” torna-se garota dos porres públicos e aquelas garotas que eram boas companhias para alguns, viram apenas mais uma vadia para outros.

Bem, o resto da história todos já sabem, a ideia é não se alongar no assunto, apenas fazer com que comecem analisar também, e depois tenham a coragem e hipocrisia de dizer que eu não tenho razão; até porque é lamentável ver garotas de certa forma respeitáveis se tornando só mais uma vadia na lista da humanidade. Só sei que o tempo não volta atrás, aconteça o que acontecer, nada vai apagar o que você faz e fez, e vão ser putas eternas nas cabeças de quem se aproveitou dessas suas fases.

Sabe, ainda bem que não tenho e nunca vou ter peitos, porque se for algo biológico como os impulsos eletromagnéticos que comem o cérebro a partir das saliências corporais, eu não quero passar por isso.

9 comentários:

  1. nem preciso dizer que eu concordo com tudo né...

    "aquelas garotas que eram boas companhias para alguns, viram apenas mais uma vadia para outros."

    tem muita menina que devia receber uma carta em casa com esse texto.

    ResponderExcluir
  2. Ameeei o look da menina da primeira imagem hahaha. Agora sobre o texto, FATO! kkk Sem mais palavras, perfeitoo. É o que minha tia sempre diz.

    ResponderExcluir
  3. nosssssssa, tenho so 14 anos e concordo com todas as as palavras desse textos.
    e muito patetico e triste ver como tudo isso e verdade, que garotas a cada dia "viram apenas mais uma vadia"

    ResponderExcluir
  4. Não querendo criticar, achei seu texto muito bem redigido, porém acho cm toda minha sinceridade que esse texto é um pouco mal amado,não me leve a mal, mas acho que o assunto em questão não se dirige apenas a mulheres.Vc não citou em momento algum a questão da academia, mas analisemos a especie que frequenta esse local,a maioria das mulheres do seu texto e os homens bombados..
    O que podemos concluir? Muito desenvolvimento corporal causa atrofia mental, na grande maioria dos casos.
    Só para concluir meu tijolo, ser machista é feio, ser conservador também,ser antifeminista mais ainda... mulheres realmente legais, não curtem isso, não importa o quão bem você escreva. :]

    ResponderExcluir
  5. O texto se refere as mulheres que deixam de usar o cérebro pra ser interessantes e passam a usar a bunda pra isso... o texto é redigito exclusivamente a mulheres pois é algo verdadeiro, é algo que a gente vê acontecer com meninas que antes a gente julgava interessante... por isso não falamos para homens, pois eles não nos interessam e não nos decepcionamos por um homem ser babaca, então estariamos falando de algo que não é verdadeiro. E o termo da "academia" não vale citar, pois não estamos falando de "meninas da academia" e sim de "meninas" no geral. Não é ser machista, nem conservador, é gostar de meninas que pensam e não de vadias. Porém acho com toda minha sinceridade que seu comentário parece mais alguém que exalta o corpo como sua melhor "qualidade" tentando se auto-afirmar na condição de "menina legal", não me leve a mal.

    ResponderExcluir
  6. Ta certissimo,concordo com tudo!

    ResponderExcluir
  7. O culto ao corpo sempre foi uma prática comum na cultura ocidental, mas esse endeusamento de si próprio vem piorando à medida que o processo de inversão de valores se desenvolve.Quando o que é interessante se torna digno de repulsa e as pessoas gostam mais de ser babacas,quem costuma ter princípios fica perdido em meio a essa multidão de idiotas, sem ter com quem se relacionar no amor ou simplesmente ter uma conversa sadia,e por muitos ainda são considerados mal amados.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...