...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

terça-feira, 12 de julho de 2011

Como se Transformam Homens em Idiotas #4

O amor é como desenhar na areia da praia, por mais profundo que fique gravado, aos poucos a onda do mar sempre apaga tudo; é só uma questão de tempo.


Quantas vezes você já amou?
E em quantas dessas vezes você estava enganado?
O sentimento mais parecido a um amor que eu conheço não vem de contos de fadas... vem da vida real, e na vida real finais felizes são para os que se enganam por conveniência, ou para os que tem coragem de entender a verdade fria e aceitar que o máximo de final feliz que eles vão ter está bem longe da expectativa.
Acho que esse texto pode ser aquela carta de adeus, "Como Se Transformam homens em Idiotas".
As vezes a vida não te dá escolhas, as vezes as coisas simplesmente chegam e te derrubam, e você simplesmente se pega fazendo alguém que deveria sorrir, chorar... procura por sentimentos e encontra um grande vazio no seu peito; e é algo tão sutil que quando você percebe ja está fugindo de tudo; e você da voltas e voltas pra chegar sempre ao mesmo lugar. Você não consegue fugir da sua própria sombra e já não é mais nem sombra do que era.
Irônico, você se transforma naquelas frases de efeito idiotas que você nunca pensou que pudessem se tornar realidade... Aquela esperança, agora utópica, de um amor recíproco.
Talvez amadurecer seja isso mesmo, apenas deixar de lado todo aquele sentimentalismo que te impede de usar a razão.
E de quem é toda a culpa?
Do medo...
O medo de sentir de novo aquele aperto no peito com cada gesto, e em cada palavra; o medo de tentar e errar, o medo que aos poucos toma conta de você, este que agora é o seu mecanismo de defesa, que não deixa você se machucar, que sempre vai te impedir de se entregar por completo.... e por mais que você tente, você reconhecerá aquelas suas lágrimas, nos olhos de outro alguém.
Sentimentos são como desenhos gravados na areia da praia...
É muito cedo pra dizer que é o fim, ou talvez seja tarde de mais pra dizer que é o começo... Só espero que o tempo aja para que as ondas deste mar apaguem até as fendas mais profundas da areia...

.

6 comentários:

  1. Nossa que texto foda. Paguei pau.
    Eu amei uma vez só... E ainda amo. O mesmo amor, só que agora mais forte e mais intenso. Que já vive há 3 anos. Espero que as ondas do mar nunca apaguem.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Suélen ;D
    Você tem sorte... espero que nunca apaguem pra você o/

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...