...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

domingo, 12 de junho de 2011

12/06/2011


Maldita discussão entre “eu tenho namorada” e “eu sou solteiro e posso pegar geral”

Maldita mania de se prender em imagens e subtítulos.

Maldita mania de precisar de alguém pra ser feliz, mesmo que esse alguém seja qualquer um.

Maldita mania de precisar de festas e pegação pra ser feliz

Maldita mania de usar o que os outros estão fazendo pra decidir o que vai fazer

Maldita mania de pensar que presentes em dias específicos vão mostrar o seu amor

Maldita mania de tentar causar inveja pelo fato de ser livre

Maldita mania de tentar causar inveja por não ser sozinho

Maldita mania de andar de mãos dadas apenas pra mostrar pras amigas que pegou o cara popular

Maldita mania de andar de mãos dadas pra mostrar pros amigos como ela é gostosa

Maldita mania de pensar que vai fazer alguém feliz, amando a essa pessoa mais do que a si mesmo.

Maldita mania de pensar que vai ser feliz pelo simples fato de não ter ninguém

Maldita mania de pensar que não importa o que ela pensa, mas o quanto ela é fácil.

Maldita mania de pensar que não importa o que ele pensa, mas o quanto você vai causar inveja com ele.

Maldita mania de encaixotar o amor e embrulhar com papéis vermelhos

Maldita mania de pensar que a felicidade consegue seguir um padrão

Maldita mania de pensar que as seus sentimentos precisam sempre estar visíveis ao mundo

Maldita mania de pensar que corpo vale mais do que alma

Maldita mania de tentar provar para o mundo que você está bem

Maldita mania de viver para as outras pessoas, e esquecer-se de viver para você.

Maldita mania de preferir qualquer um a estar sozinho

Maldita mania de preferir estar sozinho a enfrentar o que sente por alguém

Maldita mania de contorcer os sentimentos

Maldita mania de viver a vida tentando provar coisas ao mundo

Existem pessoas que nunca souberam o que é sentimento de verdade, ou o que é liberdade de verdade. E talvez nunca cheguem a saber,

Sentimento de verdade é aquele que você não precisa dividir com quem não importa pra você, aquele que apenas por existir já faz sentir-se bem, aquele que você não consegue mostrar ou explicar com palavras.

E liberdade de verdade é não precisar somar legiões de amigos de vidro, pra tentar se sentir mais importante, ou sair sábado à noite e confeccionar uma lista de corpos, mas saber saborear a sua própria presença, e seus poucos amigos de verdade.

3 comentários:

  1. 'Maldita mania de viver para as outras pessoas, e esquecer-se de viver para você.'

    Acho que essa frase resume o post todo. De todos os erros, acredito ser esse o maior, o mais vil consigo mesmo. É preciso, ás vezes, antes de aprender a respeitar o próximo, aprender a respeitar a si próprio.
    Lendo esta postagem, me lembrei de uma crônica que ouvi certa vez. Dizia que as campanhas de 'não assista BBB, vá ler um livro' eram inúteis, pois quem não assistia BBB iria simplesmente ler seu livro, ir ao seu cinema, tocando o foda-se para tal reality show. Com os sentimentos são assim. É para ti, não para os outros. Quem ama de verdade não precisa mostrar ao mundo que ama; basta que seu próprio coração saiba.

    Beijo Cleber, tô com saudades, de ti, de Canoinhas, de tudo e de todo mundo ;*

    ResponderExcluir
  2. Kamila :D
    Dividimos a mesma opinião sobre várias coisas, assim como sobre a frase que você considerou a principal do post.
    Enfim, Temos razão, eu acho

    Aliás, está com saudades porquê é chata, e não vem mais visitar a velha terra
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. hahah, don't worry. Passarei duas semanas por aí no mês que vem (:
    beijo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...