...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Imagine


“... Então eu pergunto: porque não dar uma chance para a paz?”
Ele entra dentro da escola, mata 12 crianças, e se suicida...
E então, eu te pergunto... o que dizer...? O que fazer...? O que pensar...?
Então a minha alma grita, Porra! Eu é que sou o louco, ou esse mundo está fedendo?
As vezes eu fico pensando, como punir alguém que está no extremo da dor, ou da insanidade? Vamos fazer vingança! Como? Quando as pessoas nem ao menos sentem o que está acontecendo. Ele se matou cara, estava seco. E então culpamos o sistema, o governo, a falta de religião, a escola, as drogas... Ah, vai se ferrar!
São culpados demais, são problemas demais, são paredes, lugares sem saída, lamentos, sofrimento, as coisas passam, e voltam e nada muda. Nada nunca muda.
Como curar a dor da morte? Do que se passou e não volta mais... Como não culpar o premeditado, o pensado, o arquitetado, ou melhor, o não pensado.
E culpar os pais? E se não os tem?
E culpar quem não toma cuidado, a segurança, a policia...
E eu tenho que dizer de novo... Porra! São culpados demais.
E ele é só mais um, não passa disso, não falo de massacres, destruição em massa, falo da falta de alma, de consciência, da forma como somos podres todos os dias, como não nos sensibilizamos por alguém, não nos preocupamos com ninguém, a forma como tudo está a Deus dará, e a todo minuto mais pessoas morrendo, mais corpos apodrecendo, e pessoas nascendo pra matar e pra morrer em breve.
Agora você pode culpá-lo, maldizê-lo, fazer o caralho, mas sabe que daqui a um mês ninguém vai lembrar, que já aconteceu tantas vezes, que vai sempre acontecer, e que esses gritinhos histéricos do “povo” quando veem uma coisa dessas não passa de uma massa nojenta de hipocrisia.
Tá faltando Humanidade! Ou sobrando humanidade...
Caralho, por que as pessoas fazem tanta merda? Queria uma resposta simples...
É aquele sentimento de não ter solução que me vem a cabeça, dá a impressão que a sensibilidade, os cérebros e os sentimentos das pessoas estão atrofiados. Alguns pelo dinheiro, pela fama, pelos excessos, pela mediocridade, pela dor, por depressões, mas onde está o coração?
É nessa hora que eu esqueço o assunto em específico, e penso na humanidade como um todo, estou falando de você, de mim, do cara que está roubando alguém agora, matando, ignorando, humilhando, ou simplesmente não está se importando com nada.
Não se importar com nada? À que leva? Alguém acredita que vai virar santo quando morrer? Que vai para um arém, ah, vai se foder!
É tão simples abrir a cabeça, o coração, os sentimentos, se dar conta que tudo isso não vale a pena, simplesmente não vale. É tão mais simples e faz tão bem lutar, enfrentar, brincar, brigar, gritar, chorar, cantar, fazer, aproveitar, sentir, olhar, tocar, lembrar... sentir o doce das coisas.
É tudo tão fácil, tão simples, e todo mundo faz tanta questão de enfiar tudo no c*
E então eu lembro, e fico pensando... onde está John Lennon quando precisamos dele?

4 comentários:

  1. Eu realmente não sei o que dizer quanto a isso. Assistindo ao Jornal Nacional a criminalista mesmo disse que como esse caso já aconteceu muitos outros. Um cara sem problemas aparentemente, boa conduta, sem antecedentes criminais e vai lá e BUM, estora tudo, faz o estrago. Perturbado ele era, só ninguém tinha percebido a gravidade do problema. E como ele existem muitos. Não venham dizer que ele não tinha nenhum distúrbio mental porque tinha.
    Algumas pessoas estragam a vida de outras simplesmente por não terem tido oportunidades e bla bla bla, nenhuma justificativa é o suficiente. Outras porque realmente tem um parafuso faltando.
    Mas é como você disse: "É tão mais simples e faz tão bem lutar, enfrentar, brincar, brigar, gritar, chorar, cantar, fazer, aproveitar, sentir, olhar, tocar, lembrar... sentir o doce das coisas.

    É tudo tão fácil, tão simples, e todo mundo faz tanta questão de enfiar tudo no c*"

    E QUEM ENTENDE? Eu não entendo. E se algum dia me passou pela cabeça estudar pscicologia pra tentar entender melhor a mente do ser humano, hoje em dia essa ideia está muuuito longe. Porque por mais que tentamos, ninguém nunca vai decifrar por completo a mente humana que, muitas vezes, consegue ser tão cruel.

    ResponderExcluir
  2. "e a todo minuto mais pessoas morrendo, mais corpos apodrecendo, e pessoas nascendo pra matar e pra morrer em breve."

    ResponderExcluir
  3. É meu querido, vc mesmo deu a resposta...
    "É tudo tão fácil, tão simples, e todo mundo faz tanta questão de enfiar tudo no c*"
    É tudo tao facil e simples que as pessoas descobriram que isso tudo nao tem mais graça elas nao se encontram mais, dai surgiram vairios disturbios como: depressao por crises de auto comiseraçao ( aii tadinho de mim,pobre de mim sou virgem,menina nenhuma nunca me olhou,Óh eu sou e sempre fui o quietinho nunca fiz nada para me zuarem mas mesmo assim a minha mae me abandonou,os garotos sempre me zuaram! e blablabla),aii depois tem a crise de identidade,que sempre vem junto com a tal esquisofrenia (quando a pessoa escuta vozes e diz que sao espiritos,"nao controla"mais os seus atos ) e de repente surge a tal desculpa de alejado que é a ... falta de muletas!
    Aii esse retardado, que nao faz nada da vida,resolve usar a internet para "planejar o mal".Ai o viado aprende a atirar,aprende a recarregar uma arma,vai pesquisar sobre algumas religioes que usam mortes como caminho para o bem-bao para poder usar como desculpa depois.
    Sobre tudo oq se destaca é a facilidade,facilidade de acesso,facilidade de sentir pena de si msm sem ao menos tentar mudar alguma coisa,facilidade em querer matar.
    A facilidade é a resposta para muitas coisas, inclusive para essa tragedia que para mim foi revoltante.


    Por Fabii. Grande fã do Womito.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...