...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

sábado, 30 de abril de 2011

Vidas e Fases


Aproveitar as fases... Está aí um dos segredos pra ser feliz.

Nesses últimos tempos, tirei uns momentos pra pensar sobre isso, e chego a seguinte conclusão: Todos tinham razão.

Quando você tem 8 anos, e vive correndo pelo gramado, brincando no barro, assistindo desenho e aprendendo contas de adição na escola, vivendo aquela criancice pura e totalmente despreocupada. Logo vem o seu primo do ensino médio e diz pra você aproveitar, porque ainda não tem trabalhos pra fazer, e toda aquela rotina escolar mais densa, mas você não da bola, e não vê a hora de crescer um pouco, ser mais velho.

Então você chega lá, e começam os trabalhos, e os primeiros compromissos escolares, em contraponto, você é um pré-adolescente, começam a surgir as primeiras “paqueras” (pareço a minha mãe falando), você ainda tem um bom tempo do seu dia livre, fica assistindo TV, não vê utilidade em ler muito, nem em se informar, porque você tem todo o tempo do mundo. Porém você ainda acha uma chatice não poder ir a todos os lugares porque não é maior de idade, nem poder tirar a carteira e tem que ir pra aula todo dia. Logo, volta aquela velha historia de não ver o tempo passar, "crescer", assim sair do ensino médio e ser mais independente, fazer mais coisas, ser mais velho... Então o seu amigo que está na faculdade, e trabalha o dia todo, vem e te aconselha a aproveitar, porque você vai sentir falta de tudo quando passar... E você novamente não da bola, afinal, sair da chatice do ensino médio e ser um universitário maior de idade é a melhor coisa do mundo.

Em seguida, você finalmente conclui o ensino médio, se torna maior de idade, vai para a faculdade, começa a trabalhar, e vê todo o seu tempo ir para o ralo... Lembra-se de tudo o que te disseram a vida toda, e começa a bater a saudade daquele tempo, que você queria tanto ver passar, de quando brincava de subir em árvores, ou passava o recreio conversando sobre bandas. Então você se afunda em estudo, pra tentar ficar rico e assim aproveitar a vida mais pra frente, logo vem o cara que trabalha contigo, ele já tem família e filhos, e começa a te falar a velha história... “aproveite, vai ver quando tiver filhos, vai sentir saudade dessa época...”.

Bem... Quer saber, esse ciclo nunca acaba eu já passei por um pouco de tudo isso. Então eu é que venho te falar, aproveite!

Vi pessoas que se preocuparam tanto em crescer que o tempo escoou pelos ralos, e essas mesmas pessoas continuam querendo pular fases, uma após a outra, mas não se dão conta que não existe um lugar pra chegar, porque a vida é vivida a cada fase. Não faz sentido procurar a próxima logo, aproveitar cada uma é um segredo, seja brincando na terra com os pés descalços ou brincando de Lets no recreio, beijando umas meninas nos cantos do colégio, fugindo da aula na facul pra ir ao bar no intervalo, passando um domingo com seus filhos, vendo o pôr-do-sol de mãos dadas com a sua senhora de 65 anos...

Fazendo uma, das MILHÕES de opções que você tem hoje... Fazendo o máximo delas, e tirando de cada fase o máximo de vida possível...

Porque dentre as milhares de definições de vida... Uma delas pra mim é tirar cada gota de prazer dos momentos mais simples de cada fase por que passamos.

E lembre-se, não é crime se às vezes você fugir dos seus 15... 20... 30... 50 anos, e ir brincar na chuva como uma criança...

domingo, 10 de abril de 2011

Círculo.



Saudades da época em que o mundo era dividido em tribos, ou simplesmente em galeras. Pois havia mais verdade nas relações. Então fico pensando, aonde essa porra vai parar? Sério, parece que quanto mais o tempo passa, mais difícil fica arranjar uma amizade verdadeira. Sei que na verdade, é raro encontrar uma amizade, mas parece que nos dias atuais está ficando cada vez mais difícil confiar em alguém.


Então percebo que na verdade, valores como lealdade, honestidade e respeito estão morrendo no coração e na mente das pessoas. O que realmente vale hoje em dia são as aparências, ou seja, a sua popularidade de merda ou o que você tem. Nessa merda de mundo onde o ter vale mais que o ser, algo verdadeiro como amizade é difícil de achar.


Então você permanece trancado em seu mundinho, conversando com as mesmas pessoas, e fazendo as mesmas coisas. Às vezes penso que é o melhor a se fazer, pois em um mundo tão falso como este não vale a pena correr riscos.


Pois sempre tem aquele que chamo de ”Coringa” (Carta que não vale nada) sabe? Aquele sujeito ou garota, que pula de bando em bando .. Anda com todos, mas ao mesmo tempo não anda com ninguém. Aquele que é “amigo” de um amigo seu, mas ao mesmo tempo é “amigo” dos seus inimigos. Aquele que não veste camisa e não toma lado, sei que posso estar errado (na verdade, não queria estar certo). Mas para mim esse é o pior tipo de pessoa, pois ela se comporta e age conforme é melhor para ela. Ou seja, só quer aproveitar o “momento” bom .. Pois a hora que o bicho pega, é o primeiro a fugir como um covarde. Sério, e esse tipo de pessoa está cheio por ai! E o pior de tudo, sempre conseguem enganar alguém.


Então! Não deixe esse tipo da falsidade tomar conta .. Tome um lado, vista uma camisa e escolha seu time. Trace um circulo em volta de si mesmo, e não deixe qualquer um entrar! Pois lugar de covarde e oportunista, é em casa sozinho .. Escolha seus amigos, e defina seus inimigos.


Sei que posso parecer arrogante! As vezes ..


Mas gosto de tudo transparente, sem sorrisos falsos ou beijinhos no rosto.


quinta-feira, 7 de abril de 2011

Imagine


“... Então eu pergunto: porque não dar uma chance para a paz?”
Ele entra dentro da escola, mata 12 crianças, e se suicida...
E então, eu te pergunto... o que dizer...? O que fazer...? O que pensar...?
Então a minha alma grita, Porra! Eu é que sou o louco, ou esse mundo está fedendo?
As vezes eu fico pensando, como punir alguém que está no extremo da dor, ou da insanidade? Vamos fazer vingança! Como? Quando as pessoas nem ao menos sentem o que está acontecendo. Ele se matou cara, estava seco. E então culpamos o sistema, o governo, a falta de religião, a escola, as drogas... Ah, vai se ferrar!
São culpados demais, são problemas demais, são paredes, lugares sem saída, lamentos, sofrimento, as coisas passam, e voltam e nada muda. Nada nunca muda.
Como curar a dor da morte? Do que se passou e não volta mais... Como não culpar o premeditado, o pensado, o arquitetado, ou melhor, o não pensado.
E culpar os pais? E se não os tem?
E culpar quem não toma cuidado, a segurança, a policia...
E eu tenho que dizer de novo... Porra! São culpados demais.
E ele é só mais um, não passa disso, não falo de massacres, destruição em massa, falo da falta de alma, de consciência, da forma como somos podres todos os dias, como não nos sensibilizamos por alguém, não nos preocupamos com ninguém, a forma como tudo está a Deus dará, e a todo minuto mais pessoas morrendo, mais corpos apodrecendo, e pessoas nascendo pra matar e pra morrer em breve.
Agora você pode culpá-lo, maldizê-lo, fazer o caralho, mas sabe que daqui a um mês ninguém vai lembrar, que já aconteceu tantas vezes, que vai sempre acontecer, e que esses gritinhos histéricos do “povo” quando veem uma coisa dessas não passa de uma massa nojenta de hipocrisia.
Tá faltando Humanidade! Ou sobrando humanidade...
Caralho, por que as pessoas fazem tanta merda? Queria uma resposta simples...
É aquele sentimento de não ter solução que me vem a cabeça, dá a impressão que a sensibilidade, os cérebros e os sentimentos das pessoas estão atrofiados. Alguns pelo dinheiro, pela fama, pelos excessos, pela mediocridade, pela dor, por depressões, mas onde está o coração?
É nessa hora que eu esqueço o assunto em específico, e penso na humanidade como um todo, estou falando de você, de mim, do cara que está roubando alguém agora, matando, ignorando, humilhando, ou simplesmente não está se importando com nada.
Não se importar com nada? À que leva? Alguém acredita que vai virar santo quando morrer? Que vai para um arém, ah, vai se foder!
É tão simples abrir a cabeça, o coração, os sentimentos, se dar conta que tudo isso não vale a pena, simplesmente não vale. É tão mais simples e faz tão bem lutar, enfrentar, brincar, brigar, gritar, chorar, cantar, fazer, aproveitar, sentir, olhar, tocar, lembrar... sentir o doce das coisas.
É tudo tão fácil, tão simples, e todo mundo faz tanta questão de enfiar tudo no c*
E então eu lembro, e fico pensando... onde está John Lennon quando precisamos dele?

Poucas Palavras #4 - Seesaw



Então, ultimamente vejo a vida como uma gangorra .. Onde você é vitima da sua própria ganância. E na guerra entre seus próprios desejos, você sempre sairá perdendo. Pois infelizmente para um sonho viver, outro deve morrer .. É impossível viver sem lágrimas? É errado querer tudo? Ai você continua equilibrando a sua vida, no limite entre a razão e o coração. Esperando que o tempo resolva a questão ..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...