...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Oito Reais

Acabo de voltar do mercado, e algumas cenas me fazem vir escrever, simplesmente porque as pessoas me parecem extremamente mesquinhas às vezes, e isso dá uma certa vontade de mandar tudo à merda...

Enfim, comprei pizza, espuma de tomate, e um Doritos, na verdade fui procurar um vinho, mas desisti. Quando cheguei ao caixa, passei os produtos para a garota, essa passou pelo leitor de código de barras e entregou ao “moleque(nesse caso) que empacota, mas na hora de me cobrar, cobrou cerca de 8 reais a menos.

Então eu disse que havia algo errado, porque o que eu comprei seria mais caro, ela me mostrou a tela do computador, e disse que estavam certos os preços, então a avisei que havia esquecido a pizza. Enfim, foi isso.

Mas a demonstração de ignorância veio do moleque, olhou pra mim, e falou: Nossa, que cara esperto! Com essa expressão -> ¬¬

E não é exagero, só faltou ele me chamar de otário.

É nessas horas que vemos como a consciência das pessoas é algo podre, ninguém está se importando com ética, ou simplesmente em fazer a coisa certa, pra ser sincero, fico feliz em ter conseguido me segurar e não ter humilhado o garoto. Pensei em diversas formas no momento, mas percebi que não valeria a pena.

Alguém ser corruptível por 8 reais é patético, talvez seja por isso que temos uma politica de merda, como dizem, é o espelho do povo, e tem muita gente de merda por aí. E então todos enchem a boca pra falar de como tudo está errado, o país, os políticos, o mundo, os patrões, as empresas, não vou dizer que o sistema não é horrível, mas que tal começar por nós mesmos?

Mas fazer o certo é ser idiota hoje em dia. Então.

Acredito que um moleque com esse pensamento nunca vai ter 8 reais sobrando na carteira, e pra ser sincero, acho que nem merece.

7 comentários:

  1. Falou pouco e bonito. Concordo plenamente.

    Vocês teriam interesse em parceria com o Universo Ilegível? http://universoilegivel.blogspot.com/
    Bem, eu mandei um e-mail, mas não se se não responderam porque não querem e preferiram não responder ou se porque não receberam, de qualquer forma estou fazendo a proposta novamente. Por aqui, porque sei que sempre olham os comentários.

    Agradeço se responderem :)
    :*

    ResponderExcluir
  2. Como sempre o Cleber Artner arrazou no texto!Parabéns pelo texto... E quanto à realidade, é cruel e extremamente ridiculo, viver em uma época onde ser honesto é motivo pra ser chamado de otario...

    ResponderExcluir
  3. Algo já parecido me aconteceu, eu fui pagar a farmácia que era 10 reais com uma nota de 20, e a moça de deu de troco 20 reais! Eu poderia ter pegado quietinha e saido. Mais não sou assim, seria furto e quem ia sofrer as conseqüências era a moça. Então falei que tinha algo de errado. E minha consciência saiu tranqüila.
    ''Mas fazer o certo é ser idiota hoje em dia. Então.''.. Sou uma completa idiota
    Adorei o texto Cleber

    ResponderExcluir
  4. (y)vai faze sucesso essa historia no programa da marcia (yn)

    ResponderExcluir
  5. uma vez eu achei um celular (que era muito melhor do que o meu) no chão.. ao invés de trocar o chip e pegar o cel pra mim eu liguei pro numero "Mãe" e avisei que o celular tava comigo e disse que ela poderia passar no meu trabalho resgatar o celular... um Senhor veio pegar o celular e o sorriso do cara estava de orelha a orelha e me agradeceu por ter devolvido o celular... mesmo sendo um celular relativamente caro..

    pouco tempo atrás minha mãe perdeu o celular dela no Banco (do Brasil se eu não me engano)... resultado: "caixa postal"... nunca mais vi nem a cor daquele celular... mas não me arrependo de ter devolvido aquele celular caro do senhor... eu realmente me senti bem fazendo o bem pra ele

    ResponderExcluir
  6. Meu namorado teve a carteira roubada quando estava no ônibus indo pra outra cidade. Ficou sem dinheiro pra passagem de trem, foi uma confusão.

    Mas um dia depois uma senhora ligou pra ele (alguns dados dele estavam no papel dentro da carteira, inclusive o telefone) e disse que tinha achado a carteira, sem dinheiro, claro, mas com todos os documentos e deu o endereço dela pra ele ir buscar.

    Eu achei uma bela atitude da senhora por pegar a carteira, ligar pra ele, e ainda arriscar informar seu endereço pra um desconhecido. (Acho que vou escrever sobre isso no blog :D)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...