...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

domingo, 2 de janeiro de 2011

Intoxicação Sentimental

A maneira como as pessoas mexem com as outras, a tal ponto que fazem seus sentimentos, personalidade e forma de vida mudar. Aí está algo que me faz pensar muito.

Não consigo entender essa montanha russa de estado de espírito que ronda o ser humano, é meio cruel, essa coisa que emburrece e muitas vezes apenas acaba por fazer mal as pessoas. Mas sobre a essência disso prometo falar outra hora. Hoje prefiro comentar sobre algo ligado a isso, mas é pior, porque é Ilusão, o problema em questão é o fato de nomes e definições mexerem tanto com as pessoas, como quem você é simbolicamente e não realmente. Chegando ao ponto de alguém não perceber se outro alguém realmente faz bem ou faz mal pra si.

Um casal se conhece, eles não têm nada a ver, ficam um tempo, o garoto pede a garota em namoro, e ela aceita. Ele pede porque ela é gostosa, ela aceita porque ele é popular e ter um namorado está super na moda, e agora, eles passam a acreditar que isso é amor... É aí que surgem dois idiotas. Que vão perder amigos, perder oportunidades, e se tornar patéticos acreditando em um sentimento que nem existe, e brigando por ele como rebeldes sem causa.

E é tão comum ver isso, é nessa nossa geração onde as coisas são tão expostas nas redes sociais que essa coisa de ter um namorado se torna mais degradante. Pra garota, mudar o status do Orkut pra namorando é como “não sou mais qualquer uma que você pode pegar”, o garoto coloca como “galera, agora tenho exclusividade”. E a distorção de coisas vai ficando cada vez mais deprimente.

Ainda nas redes sociais, começam os depoimentos com palavras forçadas, mas todos sabemos que o mais sincero seria “tirem o olho! sou dono”, abrimos nosso MSN e lá está, depois do nome da pessoa, o nome da outra, como se fosse um sobrenome ou definição. Isso quando não vem seguido de “te amo” ou corações. É o momento em que a pessoa passa seu “namoradinho” na frente do resto da sua vida, da sua personalidade, ele é o namorado dela e ela é a namorada dele... Mas fora isso, quem são eles agora?

Não estou propriamente criticando o fato de mostrar com quem estão, ou o quanto gostam dele (a), mas é a banalização disso. E principalmente, o fato de tudo isso o levar a se afastar dos seus amigos, das pessoas realmente importantes pra você, brigar com seus pais, fazer tudo por ele ou ela. Se tornar um capachinho apaixonado, pra alguns meses, ou até semanas depois, levar um par de galhos (wow, isso foi velho), e descobrir que não passava de só mais um galinha idiota, ou uma vadia, pra quem você tinha feito tanto circo, mas nem gostava realmente. Agora você não passa de um completo babaca por ter feito tudo isso, e não é só forma de falar, nessa hora você realmente é um ou uma babaca.

Agora está sem amigos, ou com amizades enfraquecidas, provavelmente fez muita coisa da qual vai se arrepender, e tudo por alguém que você nem gostava, mas que te fez criar garras e presas e afastar todo mundo como um monstro. Agora a pessoa legal, que podia ser seu namorado de verdade, e não só mais um boneco de vitrine, já não te quer mais. E você perdeu uma chance de ser realmente feliz.

Essa é a história básica desses relacionamentos falsos, na hora, você nem reconhece que é falso, mas eu não acredito em relacionamentos verdadeiros entre adolescentes, a vida é muito longa pra você se amarrar com 15 anos, casar, ter filhos, e realmente ser feliz sem ter conhecido mais nada. E ainda tem gente que acredita que ama alguém com 15 anos, aliás para alguns, 20 anos ainda não é o bastante, espera ele te trair e mostrar que mentiu pra você o tempo todo, aí eu quero ver se você o amava de verdade... Ou vice-versa.

Não devemos viver pra ninguém, nem transformar alguém na razão da nossa vida e deixar a humanidade de lado, pessoa intoxicam, de todas as formas, até com falsos amores, nunca perdi um amigo dessa forma, mas já vi pessoas perderem, principalmente garotas. Sinceramente, elas acreditam mais em contos de fadas, trocam mais amigas por garotos, e não se dão conta que adolescentes não possuem alicerce formado nesses casos, principalmente homens...

E a linha temporal é sempre a mesma= Conhecer, namorar muito rápido, motivos bestas, se intoxicar, afastar-se de outras pessoas, se deixar dominar, ficar cego (a), perder todo mundo, descobrir que não valeu a pena, se foder, se foder, se foder, chorar, se foder...

27 comentários:

  1. o cleber nao acha ninguem na vida ai fica falando isso hahahah .... mas td bem ne o texto ta bom = ele ate nos indica a nos leitores a idade certa pra achar um amor verdadeiro uau!*-*emfim .. ta bom o texto garoto parabenss....

    ResponderExcluir
  2. gostei muito, parabéns cleber. ;D Gii

    ResponderExcluir
  3. o mal amado! ecreve isso só porque me ama e não é corespondido! AHSIAUSHIAHSIASH
    Paguei um pau Cleberzinho, é bem isso mesmo [...] :D
    Moni linda, *-*
    SAUIHSIOAUHSIAU

    ResponderExcluir
  4. hushaushas
    Vlw
    Agradeço o Amor que vcs tem por mim...
    principalmente o Anonimo 1
    ;*

    ResponderExcluir
  5. concordei com cada palavra... e hoje em dia namorar é coisa de status, minha primeira (e única) namorada foi a 6 meses atrás... essas crianças tem que amadurecer um pouco antes de dizer "eu te amo" hoje... e 2 semanas depois ja estar amando outra pessoa.

    ResponderExcluir
  6. Concordo com tudo.
    Você falou que não perdeu nenhum amigo assim , sorte sua, eu já perdi
    é muito triste ver uma pessoa perder sua personalidade em função de um "amor" uma pessoa que você achava conhecer torna-se uma pessoa estranha.
    O texto tá muito bom, Prabéns :D

    ResponderExcluir
  7. Bem dessa, a cada duas semana dizem ''amar'' um. Mais eu ainda acredito em amor para sempre, que obviamente, não é um ''amor'' de 15 anos.
    Gostei do texto.

    ResponderExcluir
  8. Hey Cleber. Já conversamos varias vezes sobre este assunto, e você sabe que concordo.

    Mas devo fazer uma observação, porque penso que tudo isso não é uma questão de idade e sim de "cabeça". A maturidade varia de pessoa pra pessoa, pois existem pessoas de 25 30 e até 40 anos que não tem maturidade para administrar uma relação e ver o que é verdade e o que é mentira. Ou seja não é questão de ter 15 anos e sim não ter cabeça, e isso não tem idade.

    Vou contar um segredo. Eu vivi um grande amor, no auge dos meus 16 anos. E foi bom, passou e deixou saudade. Acredito que um amor verdadeiro, se é que ele existe .. Nunca acaba !!! No meu caso ele ainda está vivo nas minhas lembranças. E você sabe que, o que digo é verdade.

    ResponderExcluir
  9. ''amor de 15 anos'' que eu me refiro é amor falso, acho que generalizei na hora de falar. Me expressei mal OAIHEIEHEAHIE

    ResponderExcluir
  10. Ricardo.. é, vc fez certo amigo,
    Lucas... Vlw Garoto!
    Marjore... é exatamente o que vc disse, perder a personalidade por alguém
    GreenPool... não se preocupe com a forma como fala, eu generalizo tbm e foda-se
    Leonardo... sei bem do que vc está falando, tem razão... mas as mais novas são mais patéticas, porisso falei nelas, e neles também.. pq não

    ResponderExcluir
  11. mto bom,, ñ me canso de ler seus textos,, eh íncrivel, faz a gnt cair na realidade, uma infeliz realidade por assim dizer e eh uma pena q as coisas estejam assim hoje em dia, + sério gostei mto do texto parabéns ;)

    ResponderExcluir
  12. Vlw ^^
    é chato saber que dificilmente as pessoas dão bola pra realidade

    ResponderExcluir
  13. eu gostei muito!! você se baseia em algo pra escrever? muito bem feito!!

    ResponderExcluir
  14. Oi Thafnis ^^

    Pra ser sincero, as minhas bases pra normalmente são o momento em que eu estou, algo que eu vi, e algo que eu vejo sempre, e sempre, e sempre, e parece que ninguém percebe, como nesse caso.
    Vlw pelo comentário...
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Muiito bom o texto *-*

    É exatamente o que eu estava tentando dizer à minha amiga, e acho que lendo isso ela vai entender .

    - Agnêes :*

    ResponderExcluir
  16. fiquei sem palavras. Texto perfeito!

    ResponderExcluir
  17. mexer com X.

    porém o blog é ótimo!! *-*

    ResponderExcluir
  18. Hey, vlw, maldita mania de escrever rápido, realmente a primeira vez que o verbo mexer era utilizado estava errado, nas outras duas não, porém, o nosso amigo word não apontou pq pensou que eu estava falando de Mechas, bem, talvez eu deva escrever sobre cabelos :B
    Abraço

    ResponderExcluir
  19. Poisé,acontece quando se escreve rápido!
    talvez seria legal que você escrevesse sobre cabelo, bastante gente ia gostar principalmente os que não têm nada na cabeça além de lindas medeichas alisadas, andam em seus grupinhos,usam calças apertadas, blusas decotadas, e andam por aí com pensamentos fúteis na cabeça!

    Adoro o blog de vocês!uhaeauheauheauheua.

    ResponderExcluir
  20. Gostei muito, falou muito a mim esse texto. Parabéns!

    ResponderExcluir
  21. Cara muito bom seu blog .. confesso que não sou fã de blog's .. mas curti seus textos nas comunidades no orkut e quis ter a vontade de ler mais então cheguei aqui. Então se tu tiver um tumblr eu gostaria muito mesmo de seguir. Parabn's me identifiquei com alguns post's aqui.

    ResponderExcluir
  22. O Parceiro;
    Vlw pelo comentário e por curtir o Blog.
    Na verdade eu e o Leonardo não temos Tumblr, só o Ricardo (planosperfeitos.tumblr.com) está com algumas teias de aranha, mas espero que não seja pra sempre assim, haha.
    Valeu mesmo, e um abraço

    ResponderExcluir
  23. Aliás, caso tenha Twitter, esses não tem teia de aranha e os links estão nas fotos ao lado :D
    vlw

    ResponderExcluir
  24. Nada mais que a verdadee!
    amei o textoo.. rs

    ResponderExcluir
  25. nossa muito bom seu texto, concordo com tudo que está escrito nele.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...