...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

sábado, 27 de novembro de 2010

O outro lado da solidão.


Existe certa fobia que atormenta a vida das pessoas, alguns dizem que se trata da maior praga que atinge a humanidade no ultimo século. Outros a encaram como o “fundo do poço” ou uma desgraça que assombra suas vidas. Hoje estou dispensado rimas e poemas, pois para chegar ao ponto que desejo neste texto devo usar extremamente a razão e deixar a emoção de lado por um momento.

O que realmente quero dizer, é que chega de poemas e choradeira sobre solidão nessa porra!

Muitas pessoas não dão valor mais para a sua própria existência, e pensam que sua vida só tem sentido se tiver alguém para compartilhar. Quero dizer é que muitos pensam tanto nas pessoas que acabam esquecendo-se de si mesmo, pois passam a viver uma vida de acordo com a opinião e vontade do próximo. E na maioria das vezes deixam prevalecer à vontade da sociedade, e esquecem seus próprios desejos.

Sei também que é muito mais fácil e cômodo encarar a solidão como um martírio, pois é da natureza humana dar mais valor os defeitos que as qualidades. Porém as pessoas esquecem que é só através do sofrimento que aprendemos a viver.

Pois quando perdemos, analisamos nossos defeitos e procuramos corrigir.

Eu encaro a solidão da mesma forma, quando estamos sozinhos é o melhor momento para enxergarmos nossos defeitos e também nossas qualidades. A solidão é uma forma de crescimento, pois assim você pode pensar mais em si e menos outro.

Então parem de choramingar!

Esta sozinho? Vá ler um bom livro, conhecer novos lugares, aprender coisas novas. Neste mundo as pessoas nascem e morrem sozinhas mesmo.

Viva sua vida, pois ninguem vai viver por você.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Eu não quero perder nada...


Eu poderia ficar acordado só para ouvir você respirar, ver o seu rosto sorrindo enquanto você dorme; enquanto você está longe e sonhando.
Eu poderia passar minha vida inteira nessa doce redenção. Eu poderia me perder neste momento para sempre.
Todo momento que eu passo com você é um momento precioso...
Não quero fechar meus olhos, não quero pegar no sono, porque eu sentiria a sua falta... E eu não quero perder nada. Porque mesmo quando eu sonho com você, o sonho mais doce nunca vai ser suficiente e eu ainda sentiria a sua falta... E eu não quero perder nada.
Deitado perto de você, sentindo o seu coração bater e imaginando o que você está sonhando, imaginando se sou eu quem você está vendo. Então eu beijo seus olhos e agradeço a Deus por estarmos juntos, eu só quero ficar com você neste momento para sempre, para todo o sempre.
Não quero perder um sorriso, não quero perder um beijo. Bom, eu só quero ficar com você; aqui com você, apenas assim. Eu só quero te abraçar forte, sentir seu coração perto do meu e ficar aqui neste momento por todo o resto dos tempos...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Pais corujas e Como se transformam homens em idiotas #2

------
Leia primeiro: Como se Transformam Homens em Idiotas #1
------


Oi gente, estou aqui novamente depois de anos sem postar... eu estava muito ocupado e sem tempo pra escrever alguma coisa. (mentira, eu estava com preguiça mesmo).

Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência.

Pais corujas são muito chatos em qualquer aspecto, quando são seus pais eles te prendem, te vigiam, e não deixam você beijar antes do casamento. Não que eles estejam totalmente errados em proteger sua prole, com o tempo eles vão pegando confiança e começam a soltar mais a cordinha pra que você possa ter suas experiências... o problema é quando ao invés de soltar mais a cordinha eles te prendem. o problema é quando eles fodem a sua vida e a vida de todo mundo ao seu redor.
Não estou reclamando de como meus pais me criaram, afinal eu sempre tive bastante cordinha pra cheirar o traseiro de outros cachorros o quanto eu quisesse. Então, não foi algo que aconteceu comigo, mas é algo que eu vejo acontecer com pessoas do meu círculo social, e que eu aposto que acontece com muita gente por aí.
Adolescência, o período perturbado onde você começa a aprender o que é a vida, quando você não consegue controlar sua curiosidade nem sua predisposição a fazer merda. Mas quem disse que fazer merda é ruim? é experimentando, errando, quebrando a cara que a gente aprende a fazer do jeito certo... e a melhor fase pra isso é quando você é adolescente, quando você pode tudo, você é o dono do mundo na sua cabecinha... quando você pode assaltar um banco pelado e depois correr pros seus pais que ta tudo certo. Mas ficando trancado em casa o máximo que se consegue é crescer alienado e virar um blogueiro adulto com menos experiência de vida que uma criança de 12 anos... ou seja, um babaca completamente bunda mole. gíria idosa rula.


Agora imagina se esses pais possessivos não são seus pais, são os pais da sua namorada ou namorado... namorada essa que nem pode ser considerada sua namorada de verdade pois tudo que vocês fazem tem que ser escondido, você não pode chamar ela pra sair e caminhar de mãos dadas como duas pessoas normais, demonstrar afeto publicamente então é o fim do mundo, e acima de tudo pro resto do mundo você é NO MÁXIMO o amigo gay dela, e convenhamos que a pior coisa é ficar calado quando você quer gritar pra pohatoda que você tem a melhor pessoa do mundo do seu lado. Se você esta achando ruim espera até o pai coruja descobrir que a filha tem um namorado... a partir daí meu amigo, é só gente se machucando... apenas corações partidos, rostos molhados e lágrimas que podiam ter sido evitadas. Então você tenta argumentar, afinal de contas você é um cara gente boa e gosta tanto dela quanto ela gosta de você... Mas não importa o quanto você tente, no final você sabe que vai acabar sofrendo ainda mais, sabe que o problema não está em você namorar com ela, está no fato da Rapunzel ter um namorado... é aí que o pai prende ela no castelo, quase como se tentasse impedir que a filha cresça. É aí que se transformam homens em idiotas... e aí que se transformam mulheres em idiotas... e é aí que todo mundo toma no cu. Existe a possibilidade de fingir que nada aconteceu e tentar deixar tudo como estava, quando ser o amigo gay era uma merda, mas pelo menos você podia puxar ela pra um canto e ver aquela cara de braba depois do beijo roubado e aquela sensação de perigo e a adrenalina que te fazia pensar "Será que alguém vai contar pro pai dela?". mas aí você percebe que é impossível estar com ela sem sofrer, acima de tudo você pensa o quanto ela sofreria tendo que passar por tudo isso de novo... e de novo, e de novo, até o pai dela cansar de dizer não.
Talvez o melhor a fazer seja fugir de tudo e fingir que não quer estar cada segundo do lado dela, até o momento que isso se torne verdade.
E aí quando perguntarem o por que daquele cara ser tão frio e sem sentimentos você vai saber a resposta... ele tinha sentimentos, mas jogou fora quando foi forçado a dizer adeus.

Como se Transformam Homens em Idiotas #3
.
.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Falando em All Star.


Olá. Como vocês já sabem ultimamente o Wômito sofreu algumas mudanças, além de textos, criticas e histórias. Agora também postaremos curiosidades sobre diversos assuntos, sem falar em novidades do cinema e da música. Bem e nada como contar a história deste fiel companheiro que sempre guia nossos caminhos. E eu como o ultimo dos três escritores do Wômito a adotar este estilo, faço isso com a maior honra.

Converse All Star

A nossa vida é feita de histórias, das coisas que vivemos e fazemos a cada dia e que nos trouxeram até o presente. A Converse não é diferente. Ao longo dos seus mais de cem anos, se tornou uma das marcas mais importantes do mundo. E para chegar até aqui, viveu histórias inesquecíveis”

1908 – 1918

Marquis Mills Converse funda a Converse Rubber Shoe Company em Malden, MA. Após iniciar a produção de calçados de lona, é lançado o Converse All Star, o primeiro tênis de performance para basquete do mundo. No final deste período, a Converse já produzia até 20.000 pares por dia. No mesmo ano Chuck Taylor amarra seu primeiro All Star.

1921 – 1930

Charles "Chuck" Taylor se junta a Converse com novas ideias para o All Star. Em 1923 o Harlem Renaissance é fundado. Também conhecido como o New York Rens, eles se apresentam por todo o país até 1949, remodelando o basquete e ganhando o primeiro Campeonato Mundial, com Converse nos pés. A assinatura de Chuck Taylor é incorporada ao logotipo All Star, marcando aquele que, até hoje, é reconhecido como o primeiro calçado de basquete endossado.

1935 – 1942

O campeão de Badminton Jack Purcell projeta junto à Converse o seu calçado - assinatura, inovador e durável, que mais tarde viria a ser um dos grandes sucessos da marca. A Converse modifica a produção para apoiar os esforços na guerra, projetando a bota A6 Flying Boot utilizada por toda a corporação aérea do exército americano e um tênis Chuck Taylor All Star para treinamento básico.

1949 - 1974

A Associação de Basquete da América e a Liga de Basquete Nacional se juntam para formar a NBA. Todos os jogadores calçam Chuck Taylor All Star.A Converse desenvolve uma versão baixa do All Star - o "oxford" - que logo se tornaria o calçado preferido, tanto de jogadores profissionais quanto daqueles que procuravam por lazer. Com tanto sucesso, o All Star Chuck Taylor ganha sete novas cores, além dos originais preto e branco. Em 1974 é lançado o One Star, um calçado de performance baixa que se tornou a escolha dos skatistas.

1976 – 1984

Enquanto o Pro Leather dominava as quadras de basquete profissionais, a Converse inaugurava um dos primeiros laboratórios de biometria da indústria. A Converse foi a patrocinadora oficial das Olimpíadas de Los Angeles, onde o time de basquete masculino americano ganhou medalha de ouro calçando Converse.

1986 – 1994

A Converse lança campanhas inesquecíveis, como "Escolha sua arma" e "Grandmama". Em 1992, o ChuCK Taylor All Star comemora 75 anos com 500 milhões de pares vendidos no mundo inteiro.

2003 - 2010

A Converse lança linhas de produtos assinadas com colaborações de John Varvatos e Dwyane Wade (primeira linha assinada de basquete da Converse, desde o Chuck Taylor All Star). Além disso, se junta ao RED, tornando-se parte do movimento mundial de conscientização. A marca entra no seu segundo século, honrando a herança de ver as coisas um pouco diferente, amar as pessoas que querem mudar o mundo para melhor e, basicamente, celebrando o espírito de rebeldia e originalidade.

Fonte: www.converseallstar.com.br

Curiosidades: Chuck Taylor All-Stars é o calçado mais bem sucedido da história, e tem desfrutado grande tendência graças a um ressurgimento da moda old school. Até o fim do século XX, foram vendidos mais de 750 milhões de pares no mundo inteiro. Já não parecem ser usados pelo seu principal alvo, o basquete (pelo menos na esfera profissional), e foram transferidos como sapatos modernos, sendo bastante utilizados por adolescentes. Alguns gostam tanto do tênis que fazem uma coleção deles ( O Cleber por exemplo ).

Na década de 1950, o sapato havia se tornado popular entre muitos fãs de rockabilly. Os fãs de punk rock adotaram o tênis como uma tendência de moda até o fim da década de 70. Voltou à moda na década de 90, graças a Kurt Cobain.


Comentários do Wômito: Bem basta conhecer a história do Chuck Taylor All Stars, para saber que ele dispensa comentários deste humilde escritor. Até

domingo, 14 de novembro de 2010

Poucas Palavras #1



Aqueles que fazem de nossos corações folhas de papel, as vezes escrevem belas histórias ou até mesmo poemas. Porém muitas vezes acabam rabiscando um sentimento qualquer, pois sabem que sempre haverá outro para despedaçar. Fatos como esse que me fazem ter ódio dessa maldita época em que tudo é descartável, onde nada é preservado e tudo é substituído”

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Sabe o Problema das Palavras?


É que nunca damos a devida atenção a elas.

É porque precisamos sentir as coisas, precisamos nos deparar com fatos, com machucados, com dores, e essa mania de falar e falar não passa de uma tentativa tímida, quando percebemos o quanto os baques são fortes, e o quanto eles mechem com as nossas vidas.

E é quando sentimos um baque desses, que ficamos com todo esse sentimento, que muitas vezes as palavras tentaram explicar, nas nossas peles, e vemos o quanto eles tinham razão, o quanto eu tinha razão, o quanto todos tem razão quando falam. Mas um tempo depois passa, e você volta a não ouvir essas palavras.

E exatamente, no momento em que isso chega as nossas peles, nos vemos sem alternativas, afogados neles, sem saber como colocar isso na cabeça das pessoas, e a nossa ultima alternativa são as palavras, as mesmas que sabemos que não vão ouvir, ou vão minimamente ouvir, pois só sabemos e nos damos conta das coisas quando elas acontecem, mas vamos lá, é o que me resta.

E hoje, venho reforçar umas delas, uma das coisas que é mais falada, escrita, gritada por aí, todos leem e sabem, mas ninguém realmente se dá conta da importância, e provavelmente nem vai dar lendo isso... mas ao menos me ouçam

...Viva cada minuto, abrace as pessoas que ama, veja o pôr-do-sol, as estrelas a noite, ouça o som da água e dos pássaros, o cheio da chuva sobre as flores, aprecie a voz de quem você ama, mostre as pessoas o quanto elas valem pra você, trate bem quem você não conhece, sente na terra, brinque com as pedras soltas da calçada, tome banho nas tempestades, esqueça as mágoas, esqueça seu ego, se torne mais humano, ouça as magoas de quem não te interessa, ajude um desconhecido que esqueceu a chave na porta do carro, cante sozinho na rua, e sorria se alguém olhar espantado, beije, brinque com as crianças, não prenda os pássaros em gaiolas, ria de piadas sem graça, ria de tragédias, ria de você mesmo, distribua carinho, não o guarde pra você, leia tudo isso com humildade, Aproveite cada minuto do teu tempo, nós todos vamos morrer, enfim, Viva! Porque esse é o tipo de coisa que você só percebe quando se depara com a morte... Detalhes pessoais prefiro guardar pra mim...

Espero que isso faça algum bem pra alguém, pois fez bem pra mim por ter escrito... Obrigado

sábado, 6 de novembro de 2010

The Walking Dead.


Olá. No dia 31 de outubro, começou a ser exibido no Brasil pelo canal Fox a mais nova série americana “The Walking Dead”.

The Walking Dead é baseada em uma história em quadrinhos mensal, Norte-Americana. Que é publicada pela Image Comics desde 2003. Criada por Robert Kirkman com a arte de Tony Moore e Charlie Adlard.

Sinopse:

A história foca um grupo de pessoas comuns tentando sobreviver no que se tornou o mundo após uma infestação de zumbis. Um dos pontos fortes da série é ir além da pura e simples carnífice e explorar também conflitos internos, disputas de poder e até mesmo levantar críticas sociais

Os zumbis:

São mortos-vivos normais, com as mesmas características padrões. Sem inteligência, errantes, em decomposição, comem qualquer ser vivo, detidos apenas com trauma cerebral, mordida fatal. Há alguns detalhes diferentes e interessantes que serão descobertos no decorrer da trama.

Organização da série:

Apesar de ser comum ter atrasos no prazo de publicação, a série permanece mensal.
Até o momento, a cada seis edições fecha-se um volume, que recebe um título de três palavras, sendo em seguida publicada em coletânea.

Fonte - http://www.thewalkingdead.com.br/site/

Bem, eu sou suspeito pra falar. Já que não é mistério que este gênero de série é meu favorito. Na verdade não sou de acompanhar séries, porém esta foi amor a primeira vista. E possui alta qualidade técnica, sem falar no elenco e com um roteiro deste nas mãos a série promete repercutir. Lembrando que ela esta apenas no início, muito sangue ainda será derramado.

Trailer:


quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A Hora do Pesadelo


Finalmente, um dos filmes que eu mais queria ver, talvez pelo ícone do Freddy Krueger, A Hora do Pesadelo 2010, um filme que prometia mostrar uma maquiagem moderna, efeitos especiais criativos, um pouco da história de Freddy, e os bons e velhos sustos e reviravoltas entre sonhos e realidade característicos do filme.

Pra quem não tem noção nenhuma da linha dos filmes de Freddy (acho que todos conhecem, mas enfim), ele é um homem queimado, com facas nos dedos, um alto grau de crueldade, que aparece nos sonhos dos personagens, e os mata com um alto grau de carnificina, tudo o que acontece fisicamente no corpo do personagem, acontece na vida real, quando o grupo se da conta do que está acontecendo procura parar de dormir, e é aí que os problemas com sono e dias sem dormir misturam realidade e sonhos, o que se torna um prato cheio para Freddy.

Algo interessante do filme, é que ele se afasta de todos os outros 7 anteriores, e do clássico com Jason, cria uma história totalmente nova, sem ligações com as anteriores, na verdade, muita coisa nova, como a aparência de Freddy, mais “queimado”, ou seja, de uma forma mais realista, além de ótimos efeitos especiais, e mudanças de sonho para a realidade como nunca.

Mostra também o surgimento real de Freddy, com todo um roteiro bem aplicado em cima, de modo que nos faz ficar até o fim tentando entender e encontrar soluções nas nossas mentes para que os jovens se livrem dele, mesmo que ele exista apenas em seus sonhos. O fato de não definir protagonistas além de Freddy durante praticamente o filme todo, também é algo interessante, tendo em vista não podermos imaginar com precisão quem se salva ou até mesmo se alguém se salva nessa história.




Ótimo roteiro, características clássicas mantidas, ótima maquiagem, bons efeitos especiais, Imagens Originais, elenco regular, Freddy Krueger na sua melhor forma, para quem gosta de um bom episódio de clássicos do terror, vale a pena... #Recomendo!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Castelos de Areia.

Olá. Faz algum tempo que não escrevo nada, minha vida mudou muito em pouco tempo e quase não tenho tempo nem para respirar e muito menos para escrever. Pra quem não sabe, não sou sustentado pelos meus pais e eu tenho que fazer uma coisa que se chama “trabalhar” por esse e outros motivos que não tenho muito tempo para escrever ultimamente.

As vezes paro pra pensar, no verdadeiro sentido de levantar todas as manhãs para lutar por um futuro que um dia estará abaixo de sete palmos de terra. E me entristece saber que o suor e luta de muitas pessoas se perde na imensidão do universo. Porém o fato de construirmos castelos de areia num futuro incerto é algo que esta tatuado no comportamento de muitos, inclusive no meu.

Mas quando a vontade de lavar as mãos e deixar tudo cair por terra surge em meu coração. Penso no fato de que uma vida sem sonhos ou motivos é pior que a própria morte. Pois mais vale morrer pelos seus sonhos, do que viver pelo medo.

Portanto continuarei construindo meus castelos de areia, porque eles são meu verdadeiro motivo de continuar respirando.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...