...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Paredes Pintadas...


Ela estava olhando as pessoas...
Aquelas que passavam sob seus pés.
Cinco andares abaixo.
Esses pés deslizavam o parapeito,
De 15 em 15 centímetros.
Seus fios de cabelo loiros acompanhavam o vento,
A esquerda do seu rosto, encobrindo um dos olhos...
Seu negro e penetrante olho.
Tira uma das mãos, cujas palmas estão grudadas aos tijolos,
E com o dedo indicador tira os fios de cabelo do olho.
Ela pende para frente...
Mas volta a colocar as unhas nos tijolos,
Sente o gelo percorrendo suas veias por um instante,
Como qualquer um...
Ela não sabe se deve mesmo fazer aquilo.
Era tão jovem.
Ainda não tinha filhos,
Nem família,
Tirando sua mãe,
Que quase não via, pois trabalhava o dia todo.
Olhou ao alto...
Havia pássaros,
Mas como não entendia de pássaros...
20 anos.
Já não estudava mais, nem trabalhava, e ouvia Led Zeppelin.
Seus dois namorados a haviam traído,
E seu pai morrera quando ainda nova.
Seus poemas ficavam na gaveta, ao lado da cama,
Suas mágoas ficavam ainda enterradas no seu coração.
Não tinha motivos para ser feliz,
Mas não tinha para ser triste...
E isso era o pior, ainda não sabia chorar,
Muito menos se levantar.
Mas queria sentir o vento,
E sentir o nada se dissipar entre os segundos,
Naquele momento caiu uma lagrima
Pingou no All Star amarelado...
Sua blusinha branca estava com uma mancha de tinta,
Feita de propósito.
O carro de som passava lá em baixo,
Anunciando as ofertas.
As crianças saiam da aula.
Os Homens apressados de terno.
Sua pulsação aumentava.
E o Gato repetia seus movimentos,
Andando também pelo parapeito do prédio na frente.
Vinha à sua lembrança,
A Carta feita para a mãe...
E sua assinatura,
Com traços leves,
E a marca de batom no papel,
Feito pelos seus lábios perfeitos...
Que acompanhava um rosto simétrico...
E uma pele branca...
E o mundo passava em um minuto,
E o tempo parava.
E ainda não sabia o que fazer...
Ou quando fazer... ...

6 comentários:

  1. Ficou muito lindo, sou suspeita pra falar, porém para mim um dos melhores.

    ResponderExcluir
  2. Senti um tenso frio na barriga lendo isso. Ainda mais quando você le escutando Led Zeppelin. Como voce consegue me deixar tão apaixonada por seus textos?
    Nunca conheci algum garoto que escrevesse coisas tão profundas assim como você. Lindo.

    ResponderExcluir
  3. Uau, me identifiquei... (e, no caso, isso não é algo bom, diga-se de passagem, hehe)

    ResponderExcluir
  4. vcs escrevem coisas simplismente perfeitas, vc em principal, parece que as idéias simplismente te iluminam, queria poder escrever assim, mas minhas idéias nem se comparam, eu tenho um blog que se inspira principalmente em vcs: www.foreveralow.blogspot.com ... queria mt q vc olhasse e comentasse...
    fikou lindo o post, tbm me identifikei...
    abrç

    ResponderExcluir
  5. Uau simplismente perfeito.Parabes,vc escreve muito bem.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...