...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

domingo, 12 de setembro de 2010

Diálogo Aberto §1


Cleber Artner..

Faz algum tempo que não escrevo, me preocupei em terminar a história e ponto, mas começo a sentir falta, então acho interessante conversar um pouco aqui, bom, eu não escrevo ultimamente, porque sempre fiz isso de madrugada, e agora não posso mais, a alguns dias eu mudei de emprego e tal, e estou meio perdido ainda, nas rotinas e no tempo, tenho que dormir mais cedo dias de semana, trabalho longe, a cabeça anda meio cheia de coisas, o que me salva é o ótimo café da empresa, o qual estou viciado. E nos finais de semana normalmente fico assistindo algo no PC, porque já faz um bom tempo que não saio mais também, digamos que estou em um processo de mudança, ou já mudei, pra variar, aliás, eu mudo o tempo todo e é por isso também que achei interessante escrever esse novo tipo de texto... O diálogo Aberto.

Enfim, perdi a vontade de sair em festas, ultimamente ando saindo nos finais de semana sozinho, pra andar, e ouvir música na rua, sentar em alguns lugares semi-desertos e ficar lá ouvindo música e esperando a chegada das estrelas, nova forma de vida e terapia, na verdade não tão nova, mas algo que já fez parte de mim e está de volta, esse tempo eu poderia estar escrevendo, mas sei lá, acho que prefiro as estrelas, elas estão com um brilho tão perfeito ultimamente.

As mudanças são tão interessantes, esse semana tive um dia horrível na faculdade, eu estava mal humorado, o professor começou a pegar no meu pé porque eu não puxo o saco dele como o resto da turma, não agüentava mais aquela aula, então no intervalo eu saí pra beber, um amigo convidou pra ir depois da aula, e eu propus de ir na hora, sem esperar ela acabar, mandei a aula pro espaço, e cheguei atrasado depois, mas foi bom, e eu nem bebo, haha, foi na verdade mais uma forma de sair pra conversar e escapar daquela aula previsível e chata que estava acabando com o meu psicológico.

Outra coisa interessante, é que nunca na história desse garoto, ele esteve com uma alto estima tão elevada, é uma rede de coisas muito grande, nem vou falar nada aqui, enfim, acredito que na média das vidas das pessoas, aquelas que são felizes são as que 65% das coisas dão certo nas suas vidas, esses últimos dias eu acredito que cheguei a 75%, essa coisa de exemplificar com números facilita pra vocês entenderem, e acredito que o segredo de tudo isso, é que na medida que a vida vai me ajudando, eu vou ajudando ela, utilizando as coisas boas pra fazer sombra nas ruins, e me fazer sentir tão bem, é quase como a história do “segredo” (pra quem já assistiu) as coisas vão melhorando, e a auto estima aumentando, assim as coisas vão melhorando ainda mais, ou as que estão ruins já não fazem mais diferença, esquecer o que está ruim e transformar o eu no gestor da emoção, como diria Augusto Cury.

Assim por estar meio bem, eu fico meio sem assunto pra escrever aqui, estou planejando outra história, depois de ED, uma maior, e com menos romance talvez, enfim, vou também manter esse diálogo aqui, acho legal conversar com o teclado, e depois alguém ler, tudo bem, talvez eu seja parcialmente insano, ah, e pra terminar isso aqui, outra coisa que está me fazendo muito bem nesses últimos tempos...

Estou usando muito mais o foda-se dentro de mim mesmo, me preocupando mais com as minhas músicas na rua, do que com o Nick do MSN de alguém, ou com a garota que passa ao outro lado da rua, me preocupando mais com meus filmes do que com a festa que alguém foi, ou as pessoas que conheceram, foda-se, estou bem comigo mesmo, e isso é incrível.

Beijos ;*

4 comentários:

  1. Completamente diferente do que você é acostumado a escrever, e eu de ler aqui. Mas eu gostei. Achei voce mais 'livre' na hora de se expressar.
    :)

    ResponderExcluir
  2. Realmente você está diferente, e está melhor. Sem brinks

    ResponderExcluir
  3. Abrigado Garotas :)
    acredito que é bom ser mais Pessoal as vezes
    beijo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...