...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

sábado, 31 de julho de 2010

Entrelaçar Destinos #3


...Então, realmente a festa já havia começado quando chegamos, não era uma festa tão reservada quanto imaginei, tinha um número razoável de pessoas, todas bem vestidas e animadas,algumas estavam drogadas, aliás, era o que não faltava lá, drogas e drogados, um lugar animado, pessoas animadas, música animada, e eu começando a ficar cada vez com mais vontade de estar em casa. Não é que não gostasse de sair, mas existem dias que você simplesmente queria assistir um filme e ficar em casa, existem lugares que só pioram teu mau humor nesses dias, e pessoas que te enchem o saco, e você se sente perdido no meio daquela juventude extasiada.


Felizmente olhei para um canto e encontrei a minha salvação, em uma mesa, havia Martini , não que eu quisesse me embebedar como toda a festa estava, mas é algo tão rápido na minha mente e tão automático, eu me identificava um pouco com ela. Lembrar que aquele Martini Rosé, a 300 anos atrás era bebida da realeza Italiana, até sua fórmula passar por diversas melhorias, tornar-se um dos drinks mais charmosos da Europa, chegar até a América, e por fim, ficar abandonado naquela mesa, enquanto as pessoas se preocupavam mais em se embriagar com cevada ou coisas bem mais fortes.

Lá eu finalmente me encontrei, fiquei um bom tempo sentado, apreciando aquela bebida, e de certa forma aquela alegria que transbordava nas pessoas, mesmo não compartilhando dela, meus amigos haviam se perdido. Com exceção de um, que estava ao lado da piscina conversando com uma garota.


Essa garota não estava sozinha, ao lado dela havia outra, uma expressão um pouco mais fechada, parecia não dar muita bola pra toda aquela festa, ela estava em pé, e com uma taça na mão, com certeza não era cerveja, eu tirei alguns minutos para tentar decifrá-la com os olhos, até o momento eu não sabia muito bem porquê, talvez a franja, o cabelo mais escuro nas pontas, ou a forma como se vestia, Jeans escuro, a pulseira de prata no braço esquerdo e a maquiagem que puxava os olhos para as extremidades do rosto, olhos claros, não consegui decifrar a cor, calçado preto, baixo, levemente desbotado, acho que sabem do que estou falando, eu já estava medindo sua cintura, a pele clarinha dos ombros e a mesma tonalidade no pescoço fazia contraste com a sombra dos cabelos, uma tatuagem tímida no pulso contrário ao da pulseira, depois de passar pela sua blusa vermelha e sem frescuras brilhantes percebi que já tinha me perdido no tempo, e ela já estava olhando pra mim, estava mais perto, chegando ao meu lado....



Entrelaçar Destinos #1

Entrelaçar Destinos #2


Continuação


quinta-feira, 29 de julho de 2010

Seja Padrão

terça-feira, 27 de julho de 2010

Nerd ou não, eis a questão !!!


Bem, hoje estou aqui para rebater uma crítica que nos foi feita logo que iniciamos o blog, porém acredito que não se trata de uma crítica e sim uma espécie de rótulo, também acredito que quem nos desferiu este golpe não tenha conhecimento do verdadeiro significado do rótulo que utilizou.


Nerd é um termo que descreve, de forma estereotipada, muitas vezes com conotação depreciativa, uma pessoa que exerce intensas atividades intelectuais, que são consideradas inadequadas para a sua idade, em detrimento de outras atividades mais populares. Por essa razão, um nerd é muitas vezes excluído de atividades físicas e considerado um solitário pelos seus pares. Pode descrever uma pessoa que tenha dificuldades de integração social e seja atrapalhada, mas que nutre grande fascínio por conhecimento ou tecnologia.”

"Os Nerds são conhecidos por um determinado estereótipo, muito divulgado em filmes ou desenhos animados, que geralmente não correspondem a realidade total. Eles não têm um padrão próprio de vestuário e podem ser muito sociáveis se se sentirem confortáveis no ambiente."

"Apesar de serem uma Tribo Urbana, pode ser difícil reconhecê-los no dia-a-dia pois, ao contrário das outras tribos, não tem um estilo facilmente reconhecível à primeira vista, porém com um convívio prolongado, é possível claramente diferenciá-los. Tampouco gostam dos mesmos tipos de música, e nem todos frequentam os mesmos lugares (apesar de uma grande parte frequentar convenções de quadrinhos e ficção científica ou mesmo, preferirem ficar em casa envolvidos em suas atividades)." (Wikipédia) Obs: é uma versão mais simples e fácil de ler.

É incrível como hoje em dia a idiotice tomou conta da sociedade e ser inteligente já se torna “ridículo” como se ser idiota fosse o modelo ideal das pessoas, o mais incrível ainda é que a sociedade parece ter “ódio” das pessoas que se destacam e falam o que pensam.

O mundo se tornou simples, você deve ser igual a todo mundo e fazer as mesmas coisas que os idiotas fazem, você não deve falar o que pensa e não deve fazer o que tem vontade

O único jeito de você se destacar é agradando a massa (o povão mesmo) falando o que eles querem ouvir e fazendo o que eles querem ver, um exemplo disto é que hoje em dia tudo que é idiota faz sucesso. O legal é que sempre são coisas sem sentido que não vão mudar a vida de ninguém, ou são coisas que fazem apologia ao sexo e drogas ou simplesmente porque um idiota famoso curte.

É a triste realidade do mundo. Se você for inteligente e falar o que pensa, ou simplesmente for acanhado (comportamento normal do ser humano) prefere ler um bom livro a assistir televisão no domingo a tarde. E não é bom em nenhum esporte,ou ser o primeiro da classe aquela pessoa dedicada e que seu trabalho e descobertas provavelmente irão beneficiar e facilitar a vida de todos no futuro, gosta de criar sua própria opinião ou sua própria maneira de viver a vida.

Você é um nerd, e é marginalizado, excluído, e constantemente humilhado. Como se você fosse um criminoso e ser inteligente é perigoso para o “sucesso” dos idiotas.


Então se ser Nerd, é ser independente, inteligente (modéstia parte) se dedicar nos estudos, não gostar da cultura “idiota” que a televisão propaga, gostar de fazer o que quer e quando quiser ...

SIM EU SOU UM NERD.

Seja simpático com os “estudiosos” - aqueles estudantes que muitos julgam que são uns idiotas. Existe uma grande probabilidade de vocês virem um dia a trabalhar para eles.” Bill Gates


domingo, 25 de julho de 2010

Entrelaçar Destinos #2

...Aos poucos foi se aproximando, era um homem magro, roupas meio acinzentadas, e uma barba ruiva, com algumas falhas do lado esquerdo, aquele boné na cabeça tinha uma aparência tão envelhecida que mal podia-se ler o logotipo da empresa impresso no mesmo, bom, estava visivelmente bêbado. Antes de tudo começou a falar que não era nenhum tipo de bandido, e mostrou as mãos, então sem nem ao menos oferecer ajuda perguntou se nós não tínhamos algumas moedas para ajudá-lo, segundo ele, não tinha trabalho e precisava comprar comida. Acabamos não ajudando em nada, afinal, alguém que estivesse com aquele cheiro de cachaça não compraria comida nem que estivesse literalmente morrendo de fome.

Assim ele foi, fez uma expressão estranha, mas na verdade acho que ele não estava nem aí mesmo, um dos meus colegas ainda cogitou a hipótese de encontrá-lo em breve, mas achamos melhor guardar o pneu furado de uma vez e seguir, aquela neblina já estava ficando mais densa, e naquela hora a festa já havia começado, então aumentamos o volume e nos afundamos na névoa...

Chegando no portão, parecia ser um sítio caprichosamente arcaico, aquela placa de madeira em forma de arco que ficava sobre a passagem, com algumas plantas dava uma impressão de rusticidade, a casa era bem ao fundo, e diga-se de passagem, era enorme e com uma arquitetura moderna, com traços que lembravam muito a arquitetura romântica da década de 50, mais especificamente a italiana.

Toda essa expressão clássica caia em terra ao chegar aos fundos da casa, aquele pátio, todas aquelas pessoas, uma pscina enorme, piso de pedra de quartzito cercando todo o pátio, estava tocando música dos anos 90 no momento em que chegamos, mas ainda com o charme de uma luz tímida , é, finalmente havíamos chegado...


Continuação

Entrelaçar Destinos #1

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...