...

Porque palavras não se falam... se Vomitam

domingo, 27 de junho de 2010

Até Parar de Bater...

Foda-se a minha fome, fodam-se meus trabalhos a fazer, foda-se o meu sono agora, e tudo o que eu mais tenho pra fazer, eu simplesmente preciso escrever primeiro, com certeza nada inovador, ou nada que mostre alguma opinião ou qualquer coisa dessas. Eu preciso simplesmente falar, falar pra ninguém, ou pra alguém, ou pra mim mesmo, ou ao menos registrar para que eu mesmo possa ler quando isso passar.

Então, para ser menos choroso, vou optar por metaforizar, e lhes lembrar de sonhos, ou algo assim, aliás, ao sonhar você se coloca em algum lugar melhor do que qualquer outro que possa ter ido, e ao sonhar acordado você pode ir tão longe quanto, e sentir coisas tão inovadoras e maravilhosas quanto no mundo dos sonhos. Então, as coisas vão acontecendo, e você vai percorrendo o sonho, vai acompanhando tudo o que ele lhe trás, e isso vai ficando em você.

Você chega a aquele mundo inovador, sente frios incalculáveis, aquele arrepio doce sente gostos no seu paladar sem se quer tocar algo com a boca, se vê com asas e sentindo vento nos cabelos sem sair do chão, e sem tocar as nuvens, você pode sentir sua textura, consegue reconhecer rostos acalentadores em crianças na rua, e a sentir mais forte o cheiro das flores, ou admirar a lua por trás das nuvens, ficar parado, e sentir-se em uma viagem no tempo, quebrando todos os limites do espaço, realmente, coisas inexplicáveis com palavras, que apenas sonhando você conheceria, ainda nem sei se estava mesmo dormindo...

E como todo bom sonho que se preze, você acorda.

Sabe, você se sente como se tivesse sido tirado de uma vida ao acordar, você tenta voltar, mas não consegue, porque ele já se foi, aquela pessoa que o trouxe não existe mais, era mesmo só um sonho, e você é obrigado a levantar.

Faz tudo o que rotineiramente faz, vai trabalhar, estudar, encontra amigos, encontra pessoas, e canta ao andar pelas ruas, sua vida normal. Você conhece pessoas, você passa por cima de coisas, aprende coisas, ouve histórias, e tudo vai entrando em uma onda de normalidade, você está bem, está realmente bem, e o sonho já ficou só como um sonho, há dias atrás, indiferente a tudo o que está na sua frente agora.

Tolo engano.

Em uma noite qualquer, ao dormir, você se depara com o mundo dos sonhos, aquele que fez seus sentimentos irem além, que lhe trouxe algo a mais, que lhe ensinou outra forma de vida, e você está lá, em frente a esse mundo, o seu sonho ao alcance dos seus olhos e sentimentos. Mas com um singelo detalhe, você!... É, Você não está mais lá, você não existe mais naquele mundo, e quando da por si, percebe que esse sonho sempre existiu em você, por mais que estivesse acordado, ele ainda estava nas suas lembranças, adormecido e esperando uma nova visita. Você percebe que definitivamente aquele mundo é real, mas foi um sonho pra você, e você está fora. O sonho vira pesadelo, pelo simples fato de você não existir mais.

Então... Estou assim, perdoem por demorar tanto uma postagem e ainda vir com essa choradeira sem sentido, mas sinceramente, ela é mais pra mim, e se alguém vier a entendê-la, saberá do que estou falando, e aguarde até isso passar em mim, virei com respostas... Prometo!

Até parar de bater, por alguém....



5 comentários:

  1. Meu, você escreve muito bem, o texto ta muito lindo *-* Parabéns

    ResponderExcluir
  2. acho que nem preciso dizer nada a respeito né parente?*-*

    ResponderExcluir
  3. Cleber, geralmente sou uma leitora anonima haha
    mas to aqui agora, teu texto ta muito legal e eu me identifico com ele
    parabéns =D e continue escrevendo.

    ResponderExcluir
  4. realmente, seu texto está fantástico!
    com emoção, verdadeiro.
    adorei! continua postando, vou adorar ler mais :D

    ResponderExcluir
  5. Sonhos..são feitos para acordar
    quando acordamos percebemos que
    devemos dormir e sonhar.
    Apenas neles vivemos o que nao temos
    realmente,independente do que for.
    Vc se abre com seus textos,
    tudo o que esta dentro d vc ,
    vc espressa em textos mto bem escritos
    eles sao a forma como vc deposita
    suas emoções, suas dores, seus sentimentos.
    E esse foi mais um classico texto
    do clebr artner utilizando um sentimento
    delicado e suave.(PARABENS)!bj**

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...